A infecção urinária é um termo amplo usado para descrever a infecção de alguma estrutura do sistema urinário: rins, bexiga ou uretra. É geralmente causada por uma bactéria.

Quando a infecção acomete os rins, o paciente apresenta um quadro de pielonefrite. Na bexiga o quadro é chamado de cistite e na uretra, o paciente apresenta um quadro chamado de uretrite.

Ao urinar, o corpo elimina também bactérias. Ainda assim, às vezes, as bactérias podem aderir às paredes da bexiga e se multiplicarem rapidamente. Isto dificulta a capacidade do corpo para destruí-las, resultando numa infecção urinária. Os homens têm maior proteção natural contra infecções urinárias, pois a próstata secreta hormônios de proteção contra as bactérias. As mulheres têm mais chances de contraí-la porque a uretra – o tubo que transporta a urina da bexiga para o exterior do corpo – é curta e está localizada perto do ânus.

Abaixo, listamos os 10 sinais e sintomas mais comuns da infecção urinária:

  1. Dor ao urinar;
  2. Sangue na urina;
  3. Febre;
  4. Vontade constante em urinar;
  5. Corrimento uretral (saída de pus pela uretra);
  6. Vômitos e náuseas;
  7. Dor lombar;
  8. Urina com mau cheiro;
  9. Desorientação (principalmente em idosos);
  10. Perda involuntária de urina (incontinência).

Para curar a infecção urinária é preciso usar antibióticos para eliminar as bactérias. Caso tenha infecções urinárias constantes, o médico pode recomendar o tratamento profilático. Este é constituído por antibióticos tomados em pequenas doses diárias para impedir ou controlar futuras infecções de urina. O seu urologista também pode prescrever uma medicação para aliviar a dor.

Se alguns destes sintomas aparecerem, é necessário consultar seu médico com urgência, pois quando infecção urinária não é tratada adequadamente, ela poderá se espalhar pelo corpo. Quando atinge o rim pode também causar abcessos (bolhas de pus) e cicatrizes nos rins, além de também diminuir a sua função. O tratamento da pielonefrite necessita do uso de antibióticos endovenosos, e muitas vezes internação. Quando há abcessos nos rins pode haver necessidade de punções ou mesmo cirurgias para remover esse pus.