O tratamento da varicocele está indicado quando a doença for clinicamente detectável e estiver associada a alteração do espermograma (fertilidade reduzida), ou quando houver redução importante do tamanho do testículo do lado afetado pela varicocele.

Em geral, o problema aparece dos 15 aos 30 anos, e a tendência é tratar logo após o diagnóstico, nos casos em que exista indicação. Alguns estudos mostram que o acúmulo de sangue nas veias dilatadas ao redor do testículo aumenta a temperatura, e temperatura mais alta pode prejudicar o desenvolvimento do testículo.

Tratamentos da Varicocele

O tratamento da varicocele é cirúrgico. O objetivo do procedimento é a interrupção do fluxo de sangue pelas veias dilatadas. Existem basicamente três formas: cirurgia aberta, cirurgia laparoscópica e embolização de varicocele (procedimento não invasivo).

  • Cirurgia aberta: é um procedimento simples, normalmente realizado com anestesia espinhal (raqui ou peridural) e dura cerca de 50 minutos. O paciente costuma ter alta no dia seguinte a cirurgia.
  • Cirurgia laparoscópica: é um procedimento mais complexo, feito sob anestesia geral. As veias doentes são interrompidas (ligadas) no interior do abdome.
  • Embolização de varicocele: este é um procedimento não cirúrgico e parecido com um cateterismo. É feito com anestesia local e o procedimento dura em torno de uma hora, com tempo de recuperação menor. É um método inovador e menos invasivo. A embolização é realizada através da introdução de um cateter na virilha, na veia femoral. Através do cateter são injetadas substâncias embolizantes, que ocluem as veias alteradas, impedindo o acúmulo de sangue. Terminado o procedimento, o cateter é retirado e o paciente fica em repouso somente por algumas horas, podendo retomar suas atividades normalmente. Deve-se somente evitar esforço físico.