A incontinência urinária atinge cerca de 10 milhões de pessoas de todas as idades. É muito mais comum no sexo feminino e atinge com mais frequência a faixa etária dos idosos. A incontinência urinária é a perda involuntária de urina, causando desconforto.

Existem cinco tipos de incontinência urinária, cada qual com suas peculiaridades:

  • Incontinência urinária de esforço: acontece quando não se tem força muscular pélvica suficiente para reter a urina. Ao espirrar, tossir, rir, fazer esforço físico, subir e descer escadas, fazer algo que põe a bexiga sob pressão ou mesmo o estresse, acaba gerando a incontinência.
  • Incontinência urinária de urgência: é quando o desejo de urinar é tão forte, que não se consegue chegar ao toilette a tempo. Isso pode ocorrer mesmo quando o nível de urina está baixo. Síndrome da bexiga hiperativa é a principal causa desta incontinência.
  • Incontinência urinária por transbordamento: ocorre quando a bexiga está sempre cheia, causando assim os vazamentos.
  • Incontinência urinária funcional: quando é reconhecida a necessidade de urinar, mas existe a impossibilidade de ir ao toilette.
  • Incontinência urinária mista: Em alguns casos, os sintomas podem se misturar, fazendo com que a paciente tenha sintomas de perdas com esforço e também a urgência para urinar.

A incontinência urinária também pode ser causada por uma infecção do trato urinário, uma prisão de ventre ou um estresse emocional. Algumas bebidas podem agravar a doença como, por exemplo o álcool, o refrigerante, a cafeína, o adoçante, alimentos ácidos e cítricos e alguns medicamentos para doenças cardíacas e controle da pressão arterial.

Alguns eventos durante a vida podem contribuir para o aparecimento da incontinência urinária como a gravidez, o envelhecimento, a menopausa, o câncer de próstata, a hiperplasia prostática,  doença de Parkinson, AVC (derrame), lesão na coluna vertebral ou até tumor cerebral.

Para o tratamento da incontinência urinária por esforço pode ser necessário um procedimento cirúrgico, para a incontinência urinária de urgência, o tratamento é geralmente a base de remédios, que o especialista irá prescrever. É importante que sempre seja consultado um especialista para verificação do melhor tratamento para cada caso.