As glândulas adrenais, mais conhecidas como suprarrenais, localizam-se sobre os rins e são responsáveis pela produção de cinco hormônios: adrenalina, noradrenalina, andrógenos, cortisol e a aldosterona. A produção desses hormônios se dá em diferentes partes que compõem as glândulas adrenais. Dessa maneira, em qualquer disfunção nessa glândula, pode-se observar, através do hormônio comprometido, a parte relativa no órgão e os tratamentos específicos.

A alteração na produção de qualquer um desses hormônios causa efeitos e sintomas específicos no corpo e, após uma confirmação com exames de sangue, pode-se avaliar o tipo e o grau de comprometimento das glândulas andrenais. A maioria dos tratamentos é feita com a regulagem da dosagem hormonal, seguida de cuidados com a alimentação e estilo de vida, que podem estar afetando o funcionamento normal dos órgãos. Porém, existem complicações que vão além da manutenção de fatores externos e exigem intervenções cirúrgicas.

Para quem é indicado a cirurgia de Adrenal?

A principal causa que leva a uma cirurgia nas adrenais é a formação de nódulos ou tumores nas glândulas. Não necessariamente esses nódulos precisam ser tumores cancerígenos, isto é, malignos, para que seja necessária uma cirurgia. Grande parte de seu comprometimento se dá por prejudicar a produção hormonal da glândula.

O comprometimento pode tanto estimular as glândulas, levando a uma hiperprodução hormonal, quanto inibir a sua ação, causando um quadro de hipoprodução. A identificação desses nódulos é feita através de exames de imagem, como ultrassonografia, tomografia e ressonância magnética.

Como identificar alteração nas glândulas adrenais?

Os hormônios produzidos nas suprarrenais afetam diretamente todo o funcionamento metabólico, como comportamentos, estabilidade emocional, ciclos de sono e vigília, podendo causar disfunções alimentares, obesidade, inchaços, aparecimento excessivo de pelos, sensação de fadiga, sintomas depressivos e diversos outros. É principalmente por isso que qualquer alteração nas glândulas suprarrenais deve ser diagnosticada e tratada corretamente.

A avaliação das glândulas adrenais ou qualquer outra é realizada pelo endocrinologista, por isso, ao perceber qualquer alteração na função metabólica do organismo, ganho ou perda de peso excessiva, de comportamentos, fadiga excessiva, fraqueza, taquicardia e sudoreses, tremores, alterações no ciclo de sono e vigília deve-se procurar um médico para as devidas avaliações.