Os rins humanos são órgãos de cor vermelho escuro, medindo aproximadamente 10cm cada e que exercem funções vitais, sendo conhecidos como os “filtros” do organismo. Dentre as principais funções, eles participam do equilíbrio químico interno, eliminação de toxinas do sangue, controle da pressão arterial e regulam a quantidade de líquidos do corpo.

Para que os rins funcionem da melhor forma possível é de suma importância manter uma dieta equilibrada e ingerir bastante água diariamente. Diversas outras situações podem causar problemas nos rins. Se não forem tratadas, podem levar a lesões permanentes e até mesmo a um quadro de insuficiência renal.

Como perceber alterações nos rins?

Alguns sinais podem ser percebidos quando os rins estão com alguma alteração. A maioria destes sinais são percebidos na micção. A mesma pode vir acompanhada de dores, queimações, presença de sangue, cores turvas ou esbranquiçadas, bem como podem haver alterações na sua frequência.

No entanto, existem também outros sinais que podem indicar reduções nas funções renais: cansaço, falta de apetite, náuseas e vômitos, acompanhados de alterações urinárias. Conheça abaixo alguns dos principais problemas que afetam os rins:

Infecções: algumas infecções no trato urinário podem também se estender e afetar os rins, como a cistite ou infecção da bexiga. Alguns dos principais sinais são febre, dor na região das costas e abdome inferior, micção frequente seguida de dor e queimação no ato de urinar. Quando a infecção urinária chega ao tecido renal, denomina-se pielonefrite e pode causar outros problemas renais.

Nefrite: caracteriza-se por uma reação do sistema imunológico que acaba por atacar os rins, iniciando um processo inflamatório dos glomérulos renais.  É uma doença que, se elevada a um nível crônico, pode causar lesões nos rins.

Cálculo (ou pedras) nos rins: são formações endurecidas de cristais nas vias urinárias ou nos rins. A princípio, podem passar despercebidas, porém causam crises de dores agudas que podem vir acompanhadas de náuseas e vômitos. As principais causas para a formação desses cristais são o excesso de sódio (sal), cálcio, fosfato e a falta de citrato. O controle do consumo dessas substâncias, especialmente o sal e o consumo regular de água são as melhores formas de prevenir a formação de cálculos renais.