Cálculo urinário, cálculo renal, pedras nos rins ou areia nos rins são cristalizações de sais mineiras presentes na urina. Quando uma pessoa possui cálculos urinários, os rins podem ficar obstruídos causando desconfortos e cólicas. A crise de cólica renal é um dos eventos mais dolorosos e traumáticos na vida de uma pessoa.

Como se formam os cálculos urinários?

As pedras no rim são exatamente como o nome sugere, uma formação sólida composta por minerais que surgem no canal urinário. Como exemplo podemos usar um copo cheio de água clara e transparente. Ao jogarmos um pouco de sal, este irá se diluir e tornará a água um pouco turva. Se continuarmos acrescentando o sal no copo, a água ficará cada vez menos clara e quando a água estiver super saturada com sal, não será mais possível dilui-lo, causando a formação dos cálculos ou pedras.

Quando a quantidade de água na urina não é suficiente para dissolver todos os sais minerais presentes na mesma, eles retornam a sua forma sólida e vão se precipitando nas vias urinárias. Quando os sais se aglomeram na urina ao passar do tempo, as pedras vão crescendo e com isso a obstrução acontece.

Sintomas do cálculo urinário

Geralmente, as manifestações do cálculo urinário surgem devido ao deslocamento dos cálculos através das vias urinárias. O sintoma mais típico é a temível dor, chamada de cólica renal, que acontece precisamente quando o cálculo está descendo pelo ureter em direção à bexiga.

Quando acontece a aglomeração dos minerais, a cólica renal se instala. Esta é uma dor muito intensa que aparece subitamente na região lombar, podendo também chegar até à região genital. É uma dor do tipo cólica, onde sua intensidade aumenta e diminui, alternadamente, ao longo do tempo.

Esta dor não é aliviada em nenhuma posição. Quando a cólica renal aparece pode ocasionar também alguns sintomas como náuseas e vômitos, sudorese excessiva, dificuldade ou dor ao urinar, necessidade urgente de urinar e sangue na urina.