Primeiramente vamos esclarecer o que é prepúcio. A extremidade arredondada do pênis é designada por glande, já prepúcio é a pele que recobre a glande. Após o nascimento e com o passar do tempo, o prepúcio começa lentamente a separar-se da glande. Por volta dos dez anos o prepúcio está totalmente separado. Pode então ser puxado totalmente para trás, na direção contrária à da glande.

Cirurgia de fimose

Muitos homens tem o problema desde criança, mas somente procuram ajuda na idade adulta, o que pode levar a outras doenças mais sérias. Existem opções para o tratamento da fimose – uma delas é através do uso de cremes específicos. A outra é a chamada postectomia ou circuncisão que consiste na retirada de uma parte do prepúcio para que a glande possa ser exposta e adequadamente higienizada.

O tratamento com medicamento tem resultados positivos em mais da metade dos casos de fimose, mas somente é recomendado se o problema persiste após os 3 anos de idade, época em que a criança já começa a deixar ou uso da fralda. Antes dessa idade, a fimose só é tratada se estiver associada a infecções do pênis ou da urina. A cirurgia, quando recomendada, acontece na maioria das vezes após os 6 anos de idade.

A fimose é a incapacidade da exposição total ou parcial da cabeça do pênis que pode ser diagnosticada desde criança. Caso a fimose não seja tratada, ela pode causar muitas dores e ardências, sem contar que prejudica a higiene do local, podendo causar infecção no local e causar muito desconforto durante as relações sexuais.

Em recém-nascidos e bebês até os 3 anos de idade, os pais não devem se preocupar, pois a fimose é natural e ajuda a proteger o canal urinário e a glande. A higiene peniana deve ser feita cuidadosamente, com água morna e sabonete para remover a urina e fezes do local e prevenir a infecção do prepúcio. Com esse cuidado, a maioria dos meninos apresenta resolução espontânea da fimose nos primeiros anos de vida.

Cirurgia

Se o caso passa a ser cirúrgico, não se preocupe, pois o tratamento da fimose é mais comum do que se imagina. A cirurgia de remoção de fimose é denominada postectomia e geralmente é feita com anestesia local e sedação. A recuperação total da cirurgia acontece durante um período médio de 40 dias. Mas após uma semana de cirurgia, já é possível realizar muitas atividades do dia-a-dia, como caminhadas curtas, trabalhos leves e a volta às aulas.

A fimose é muitas vezes confundida com cabresto ou freio curto – que é uma pele fina que liga o prepúcio a parte inferior da glande.