Cirurgias de Cálculo

Litíase ou calculose do trato urinário é uma doença muito comum. É caracteriza pela presença de cálculos no interior do aparelho urinário (rins, ureteres, bexiga ou uretra).

A manifestação mais comum é a dor lombar intensa, que muitas vezes pode ser confundida com problemas musculares ou da coluna vertebral, como exemplo a hérnia discal.

A cirurgia do cálculo é uma opção de tratamento eficaz, mas não é útil para todos os casos. O objetivo da cirurgia é remover o cálculo ou fragmentá-lo em pequenos pedaços e depois removê-los.

Como os cálculos têm tamanhos variáveis e podem estar em vários locais do aparelho urinário, existem várias técnicas cirúrgicas à disposição do urologista. Atualmente a cirurgia convencional, com grandes incisões, é cada vez menos realizada, sendo substituída por técnicas endoscópicas que não utilizam incisões ou utilizam pequenas incisões.

O tipo de tratamento (clínico ou cirúrgico) e o tipo de cirurgia é definido pelo urologista de acordo com o quadro clínico do paciente, quantidade de cálculos, tamanho e localização dos mesmos.

Quem Deve Fazer o Procedimento?

Pacientes com cálculo obstruindo o ureter e que geralmente estão apresentando quadro de cólica renal.

Como é o Procedimento?

É realizado com anestesia geral ou raquianestesia. Um aparelho com uma microcâmera é introduzido pelo canal urinário, passa pela bexiga e pelo ureter até o local onde está o cálculo. Pequenos instrumentos são utilizados para quebrar e depois retirar os pedações do cálculo. Pode ser necessário a colocação de um cateter interno (duplo J) para drenagem da urina do rim e para facilitar a eliminação de pequenos cálculos e coágulos de sangue. Necessita internação de 12 a 24 horas.

Exige Preparo?

Exige jejum e exames pré-operatórios.

Exige Repouso?

Exige repouso de 3 a 5 dias para atividades habituais e até 14 dias para atividade física.

Quem Deve Fazer o Procedimento?

O procedimento é indicado para o tratamento de cálculos localizados no interior do rim. Somente os cálculos que possuam baixa probabilidade de serem expelidos naturalmente são tratados por esse método ou aqueles que estejam causando algum outro problema para o paciente, como infecções persistentes ou obstrução à drenagem da urina.

Como é o Procedimento?

É realizado com raquianestesia ou anestesia geral. Um aparelho fino e flexível (nefroscópio) é introduzido até o rim pela via urinária, sem cortes e guiado por uma microcâmera. Localiza-se o cálculo renal e utiliza-se o laser para fragmentá-lo em pedaços muito pequenos, alguns serão retirados e outros serão expelidos junto com a urina. Ao final do procedimento é colocado um cateter interno (duplo J) para facilitar a eliminação de pequenos cálculos e coágulos de sangue. Necessita internação de 12 a 24 horas.

Exige Preparo?

Exige jejum e exames pré-operatórios.

Exige Repouso?

Exige repouso de 3 a 5 dias para atividades habituais e até 14 dias para atividade física.

Quem Deve Fazer o Procedimento?

O procedimento é indicado para o tratamento de cálculos localizados no interior da bexiga.

Como é o Procedimento?

É realizado com raquianestesia. Um medicamento é utilizado para lubrificar e anestesiar o canal da urina (uretra) e depois é introduzido um aparelho até a bexiga guiado por uma microcâmera. O cálculo é localizado e fragmentado com laser ou com pinças especiais. Necessita internação de 12 a 24 horas.

Exige Preparo?

Exige jejum e exames pré-operatórios.

Exige Repouso?

Exige repouso de 3 a 5 dias.

Marque sua Consulta / Exame

Marque uma consulta e coloque sua saúde em dia!

Marque sua Consulta / Exame