A vasectomia é um dos procedimentos contraceptivos mais eficazes e seguros que existem. É realizada nos homens e tem efeito permanente, o que é uma grande decisão para muitas pessoas. Antes de realizar o procedimento, é importante ter certeza de suas escolhas e conhecer bastante o processo. Por isso, conheça abaixo as principais dúvidas das pessoas sobre a técnica com as suas respectivas explicações:

O que é vasectomia?

A vasectomia é uma técnica anticoncepcional caracterizada por um pequeno processo cirúrgico que bloqueia o canal de passagem dos espermatozoides dos testículos para a uretra. É um método eficiente, rápido, seguro e pode ser considerado definitivo, tornando o homem estéril.

Quanto tempo dura a vasectomia?

O procedimento dura cerca de 30 minutos. Após a cirurgia, pode haver certo desconforto e um pouco de sensibilidade local, mas não impede o paciente de obter alta. Em uma ou duas semanas todos esses incômodos diminuem e o paciente pode seguir a rua rotina normalmente, se todos os cuidados recomendados pelo médico após a cirurgia forem seguidos.

A Vasectomia pode causar impotência?

Não causa impotência. A Vasectomia somente impede que os espermatozoides cheguem ao sêmen, não impedindo a produção do líquido seminal. Portanto, o homem continuará a ter relações sexuais e ejaculações como antes, no entanto sem os espermatozoides no sêmen.

Existem riscos?

A Vasectomia é um procedimento altamente seguro e eficaz, porém, como qualquer cirurgia, existem pequenos riscos. Caso haja alguma complicação, será muito fácil de tratar. Algumas das complicações são: dores locais, edema temporário, acúmulo de líquidos, infecção de pele, sangramento ou ferimentos passageiros. E em aproximadamente um a cada 2.000 casos, pode ocorrer o risco do homem se tornar fértil novamente: recanalização espontânea.

O que devo considerar ao decidir por uma vasectomia?

A vasectomia é um procedimento permanente sendo uma decisão importante e delicada. Por isso, seus efeitos psicológicos não devem ser ignorados. Muitos homens consideram a possibilidade de guardar sêmen em um banco de sêmen.  Caso tenha dúvidas, converse com seu médico sobre outros métodos contraceptivos e, se for necessário, realize algumas sessões de aconselhamento psicológico.